HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS

Porquê é necessário saber como fazer a higienização adequada e como se subdivide as formas.


A ação de higienizar nossas mãos se enquadra em uma necessidade básica no cotidiano atual. Além de remover sujeira, suor, oleosidade e possíveis bactérias da pele humana, age também na prevenção de contaminações e transmissão de doenças.

A eficácia em garantir mãos livres de contaminantes varia de acordo com o tempo e a técnica utilizada e é importante se atentar a alguns pequenos detalhes antes do iniciar o processo, tais como: retirar qualquer adereço que possa acumular resíduos, como anéis, pulseiras e relógios.


A higienização pode ser classificada em três tipos:

Higienização Simples:

Remove os microrganismos que colonizam as camadas superficiais da pele, assim como o suor, a oleosidade e as células mortas, retirando a sujidade propícia à permanência e à proliferação de microrganismos.

Fricção Antisséptica (Preparações Alcoólicas)

Reduz a carga microbiana das mãos (não há remoção de sujidades). A utilização de gel alcoólico – preferencialmente a 70%, ou de solução alcoólica a 70% com 1%-3% de glicerina, pode substituir a higienização com água e sabonete quando as mãos não estiverem visivelmente sujas.

Higienização Antisséptica:

Promove a remoção de sujidades e de microrganismos, reduzindo a carga microbiana das mãos, com auxílio de um antisséptico.


Lembrem-se que nós da Santher Professional contamos com diversos produtos em nosso portfólio para atender a cada uma das necessidades classificadas acima. É só acessar QUÍMICOS aqui no nosso site.


Fonte: AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA – ANVISA. Segurança do paciente em serviços de saúde, Higienização das mãos. Brasília:2009

6 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo